Arquivo do mês: maio 2011

Palavras repetidas

Olha, a gente vive dizendo aqui, como se fosse um mantra: “Não tá fácil pra ninguém”. Mas, ficar repetindo manchete, O Jornal, é dose.

Cadê o revisor que estava aqui?

Página A2, pra quem quiser rir pessoalmente na cara dele.

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Os signos dos jornalistas

Com certeza aí a redação tem alguém que bate direitinho com as definições abaixo.

 

Áries (21/3 a 20/4) – Típico repórter de tv: egocêntrico, pavão, mimado. É quem primeiro puxa a lista de lanche da redação. E ai do estagiário se disser que não vai comprar. Dá barraco.

São assim mesmo: têm energia e iniciativa. São donos de si. Competitivos ao extremo.

Volta e meia, são flagrados olhando para a bunda da estagiária nova.

 

Touro (21/4 – 21/5) – Faz hora extra por costume. Trabalha até se dar por satisfeito. Perfeito para pescoções.

É cético, egoísta, exigente, ciumento, teimoso. É até legal, porém perigoso quando mau caráter. Massacra, puxa o tapete e não sente a mínima culpa. Está sempre certo.

São realistas, pé no chão.

 

Gêmeos (22/5 – 21/6) – É inquieto. No meio da sonora com o governador, ele lembra que tem que entrevistar a mocinha lá da Sururu de Capote. No meio da coletiva, lembra que tinha um artigo pra entregar amanhã e precisa fazer o mais rápido possível. Ao mesmo tempo lembra que hoje é segunda-feira, dia de deixar o carro no lava-jato, as crianças na aula de inglês e avisar ao chefe que vai faltar na segunda-feira da semana que vem para levar o Pedrinho ao médico. E não adianta reclamar, ele é assim.

E como fala, este condenado! Chega na redação e vai falando com todo mundo. E não é falando só um ‘oi, tudo bem’. Ele tem assunto. Todo mundo adora um geminiano.

 

Câncer (21/6 – 23/7) – Não coloque um canceriano pra fazer a matéria do pai que matou o filho, do filho que matou o pai, da adolescente que fugiu de casa. Ele chora. Ligado à família. Não para de falar do tio, do primo, do filho, do marido, da mãe. Todo mundo conhece a vida particular do nativo de câncer.

Fica sentido por bobagem. Se o pessoal sair depois do pescoção e esquecer de chamar o canceriano, f#*!deu. Ele passa o resto da semana lembrando disso, até, na semana que vem lembrarem de chama-lo. Mas ele vai dizer: “ah, agora lembraram de mim…”

Mestre da chantagem emocional.

Bom para aparecer na televisão, porque é caseiro. Não vai pagar papelão na balada e sujar o nome dele – e o da empresa junto. Trabalham muito bem e sempre são promovidos por mérito.

 

Leão (24/7 – 23/8) – É um ótimo colega de trabalho. Gente boa, parceiro, amigo, mas mexe no texto dele pra você ver… O rei da selva vira um fera, se pendura na sua jugular e mata. Ou quase isso.

Mas é fácil maltratar um leonino. Pegue aquele texto que ele julga como ‘o texto da vida dele’, leia, releia, faça bico. Depois entregue pra ele de volta, sem olhar nos olhos, virando a cabeça pra fazer outra coisa e só diga: “Ok”. Ele morre.

O assessor é um leonino? Ah, coitado de você. Ele vai conseguir te vender aquela pauta de reunião da escolinha do filho dele. Não porque é boa, mas porque ele enche o saco até conseguir.

 

Virgem (24/8 – 23/9) – Você reconhece a mesa de um virginiano. Elas são impecavelmente arrumadas. São organizados, pontuais, anotam tudo e, puta merda, que memória!

Ótimo para trabalhos investigativos. Usa o Google como ninguém. Busca tudo da vida do novo secretário de qualquer coisa, do novo superintendente de qualquer órgão e sempre acha o podre que ele cometeu lá em mil novecentos e guaraná de rolha.

É o chefe chato: exigente, detalhista, crítico.

 

Libra (24/9 – 23/10) – Assim como o virginiano, é fácil entrar numa redação e encontrar um libriano, porque na mesa dele tem um bonequinho, um porta retrato, uma lembrancinha de aniversário, enfim, parece uma penteadeira de puta.

Arriscado colocar o libriano pra chefiar uma edição de qualquer coisa, nem que seja jornalzinho de condomínio. Ele pensa demais. Pensa, pensa, muda de ideia e não decide (ou decide tarde demais).

Sempre acha que aquela pauta que ele vai cobrir hoje é a grande vencedora do prêmio Braskem de jornalismo. Sempre. Se entrega de corpo e alma até quando a pauta é, digamos, a inauguração de mais uma fábrica no distrito industrial.

 

Escorpião(24/10 – 22/11) –  Sabe aquele novato, caladão, que todas as mulheres da redação comentam sobre como ele é sedutor? É de escorpião.

É um bom produtor, porque tem uma boa memória. Num dia ruim de pauta, ele lembra de um prazo que a secretaria deu há 4 meses e, “Opa, aquele prazo termina hoje. Vamos lá conferir?”.

Também pode ser um bom repórter. Ele sabe quando está sendo enganado. Ele reconhece, pega coisas no ar, tem um bom faro. Tem um enorme controle emocional. Capaz de cobrir aquele enterro dramático, com pessoas querendo entrar na cova, com a maior frieza e imparcialidade.

É vingativo. Cuidado.

 

Sargitário (23/11 – 21/12) – A alegria da redação. Ri de tudo. Faz piada com as sonoras, ri das fontes, cria gírias que todo mundo no setor usa.

E como fala essa pessoa. Não para a boca. Impossível escrever uma linha de matéria de política ao lado dele. Não se sabe de onde ele tira assunto. Quando ele está quieto, está no canto dele, cantando alguma coisa e dando uma olhada nos sites, mas balançando as pernas. No carro da reportagem, é o que não para de falar, mesmo depois de uma viagem longa.

Mas é um amor de pessoa. Tem amor pra dar e vender. Abraça e beija, ama a vida.

 

Capricórnio (22/12 – 20/1) – Capricornianos são inteligentes. Aquele tipo de jornalista que usa barba, óculos de armação grossa, calça folgada e All Star. E gosta de músicas que ninguém suporta. Aquele tipo que só escuta Educativa FM e rádio AM. Até quando vai pro motel com a namorada.

Teórico ao extremo. Caga regra. Sabe de trás pra frente o manual da Folha e o novo acordo ortográfico. E cita isso com orgulho. Experimente você errar um hífen. Ele te humilha, massacra. Faz a Osmandina e diz “está errado”, com aquele olhar superior.

Não assiste ao CQC, ao Big Brother, à novela. Estava muito entretido naquele documentário sobre a vida do lêmure de Madagascar que passou no Animal Planet.

 

Aquário (21/1 – 19/2) – O perfeito produtor. Tem visão crítica, percebe hoje o que vai acontecer daqui a um mês, mostra sempre o lado que nenhum outro concorrente enxergou.

É aquele cara que se revolta fácil. Não pode ter uma hora-extra não paga (alguém aí sabe o que é isso?), ele já avisa ao sindicato.

A última tendência tecnológica? Os novos gadgets? O smart phone recém lançado? Ele já tem faz tempo. Foi o primeiro da redação a entrar no Twitter, quando o Orkut ainda era moda.

 

Peixes (20/2 – 20/3) – É o tipo de empregado que todo chefe ama, porque ele se sacrifica numa boa pelos outros.

Não sabe dizer não. Ele diz que pode dobrar hoje, mesmo sem poder. Ele diz que pode ficar no seu plantão, mesmo sem querer. Ele diz que pode fazer aquela hora extra, mesmo morto de cansado. Ele é assim.

É brilhante. Tem ótimas sacadas. É criativo. Sente o clima das coisas com uma simples olhada. Introspectivo, pensa pra dentro.

11 Comentários

Arquivado em Uncategorized

A difícil arte de divertir


Atendendo a pedidos…

Um sujeito voltava do enterro da sogra e passou no boteco para comemorar, bebeu bastante e ia para casa, quando ao passar perto de um prédio em construção um tijolo caiu perto do seu pé, ele diz assustado:

– Cacete! Não é que aquela maldita já chegou lá!?

Tá bom assim?

(E vocês achando que tudo são flores no Imprensa. Cada coisa que chega nesse e-mail…)

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Ingrata

Boa sexta pra todo mundo.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Charge de quinta (2)

Enquanto isso, no fundo do buraco… 

Excelente foto do Thiago Sampaio, na capa do O Jornal de hoje.

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Esconderijo

Mulher é presa em Arapiraca após esconder crack na vagina

Durante a revista, Karla Batista se abaixou e deixou cair uma pedra de crack da região intima.

Pó, não. Crack!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Charge de quinta

Porra, Rubinho, perdendo até pra Igreja Mundial do Tremor Divino?

17 Comentários

Arquivado em Uncategorized